Celebração do Sacramento do Crisma

No dia 24 de julho, na Igreja Matriz de Tabuaço, foram crismados doze jovens, um dos quais da paróquia vizinha de Vale de Figueira. A data do Crisma foi proposta e definida para coincidir com a Peregrinação dos Símbolos da JMJ, a Cruz peregrina e o Ícone de Nossa Senhora.

Os símbolos da Jornada Mundial da Juventude entraram na diocese de Lamego, a 2 de julho, Dia da Família Diocesana e da Jornada Diocesana da Juventude. Na Zona Pastoral de Tabuaço, entre 22 e 24 de julho, dando-se a passagem no final do Crisma.

No início da tarde, foi inaugurado o outdoor alusivo à Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Presentes nesta inauguração e na celebração, as autoridades autárquicas, Executivo Camarário e Assembleia Municipal, o Comandante dos Bombeiros Voluntários, o Diretor do Agrupamento de Escolas de Tabuaço. A celebração foi presidida por D. António Couto, Bispo de Lamego, e como concelebrantes, D. Américo Aguiar, Bispo Auxiliar do Porto e Presidente da Fundação da JMJ 2023; pelo Sr. Vigário Geral, pelo pároco de Vale Figueira, Pe. Albano Cardoso, pelo pároco de Tabuaço, Pe. Manuel Gonçalves e pelo Pe. Luís Rafael, responsável diocesano da pastoral dos jovens. Os símbolos foram levados pelos crismandos, no percurso até à Igreja Matriz.

Um tapete, numa extensão de mais de 300 metros, com as cores da JMJ 2023, com o símbolo da Jornada, e com diversos motivos alusivos à caminhada cristã, tais como o Batismo, a Profissão de Fé, a Festa da Palavra / Bíblia, a Eucaristia (Primeira Comunhão), com símbolos como o pão e o vinho, a pomba.

A introdução à celebração, feita pela Catequista, contextualiza o sacramento do Crisma e a peregrinação dos símbolos, bem como a comemoração do Dia Mundial dos Avós e Idosos: “Nesta celebração, precede-nos Jesus, cuja CRUZ nos é confiada, todos os dias. Por nós, Jesus carregou-a, transportando as nossas enfermidades, pecados e sofrimentos: Ele mostra-nos que a Cruz não vence, pois é vencida pelo amor e pela ternura, pela entrega e mansidão.

Precede-nos, nesta Eucaristia, a Virgem Maria, cuja pressa a conduz a Isabel, a mim e a ti, para lhe levar e nos trazer a alegria do Evangelho, a Boa Notícia da salvação, para nos confiar Cristo Jesus, o Filho de Deus Altíssimo.

E, porque nos precede o mistério pascal de Jesus, aqui nos reunimos, convocados pelo Espírito Santo, para sermos família e celebrarmos a nossa fé, os dons que Deus nos confia, para nos deixarmos envolver e inundar da graça divina.

São muitos os motivos para nos encontrarmos aqui: a peregrinação dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude, a um ano da sua realização; a celebração da Eucaristia que alimenta a nossa vida espiritual; a celebração do Crisma, desafiando-nos a ativar em nós os dons do Espírito Santo para que demos frutos abundantes.

Hoje comemoramos também o segundo Dia Mundial dos Avós e dos Idosos. Sintamo-nos convocados para acolher a Palavra de Deus, crianças, jovens, adultos e idosos, partilhando a fé, comungando a vida de Jesus Cristo, reconhecendo-nos irmãos e corresponsáveis por construir um mundo que seja casa de todos e para todos”.

Na homilia, D. António Couto fixou-nos no evangelho, na oração, na cumplicidade com Deus, a mesma que une Jesus ao Pai. Um tratamento próximo, Abba! “Rezar é orientar a nossa vida toda para Deus, a quem tratamos carinhosamente por ’Abba’, nome de radical ternura, simplicidade, verdade, confidência e dependência”. A sonoridade desta intimidade vem do coração; a oração abre para a fraternidade. A vida e a nossa relação com os outros há de pulsar deste bater do coração, o único órgão do corpo humano que faz barulho, quando não faz, estamos arrumados. Para os crismandos, para jovens e adultos, para cada um de nós, seja o coração a comandar a nossa ligação a Deus e a nossa proximidade aos irmãos. Que o Espírito Santo seja dinamismo, força, que nos move na vivência e no anúncio do Evangelho.

D. António Couto, no encontro de preparação com os crismandos, e com os pais, na quarta-feira anterior, já tinha sublinhado este dinamismo do Espírito Santo, como que uma bomba que nos coloca em ação. Os dons que Deus nos dá convocam-nos à partilha, à alegria no anúncio do Evangelho, à partilha solidária.

No ofertório, alguns símbolos e gestos:

Água e Vela – No Batismo, pela água e pelo Espírito, fomos sepultados em Cristo para o pecado e para a morte… Com Ele tornamo-nos novas criaturas. Deixemo-nos conduzir pela Luz da Fé, para caminharmos na verdade e na fidelidade ao Evangelho da Alegria.

Bíblia – Mais felizes são os que escutam a palavra de Deus e a põem em prática, diz-nos Jesus, esses são verdadeiramente minha mãe, meus irmãos e minhas irmãs. Sejamos discípulos da palavra de Jesus e corramos a anunciá-la a cada pessoa que encontremos.

Pão e Vinho – Eis os maiores símbolos da nossa fé. O pão e vinho, dádiva de Deus, trabalho e compromisso humanos, na consagração, unem o Céu à terra. Por ação do Espírito Santo, Cristo vivo presenteia-nos com a sua vida, com o seu Corpo e Sangue; no meio de nós para connosco comungar a vida, as dúvidas e tristezas, as alegrias e esperanças, fundando a fraternidade, assumindo-nos como irmãos.

Logotipo JMJ – Quem quiser seguir-Me tome a sua cruz de todos os dias… o Logotipo identifica-nos como terra de santa Maria, chão de muita labuta, suor e sacrifício, mas igualmente enformado pela esperança, o vermelho e o verde, a bandeira e as chagas de Cristo! Com Maria apressemo-nos em acolher Jesus e a levá-l’O a todos.

Cruzes: Quem quiser salvar a pele, perder-se-á, quem gastar a vida, e colocar os seus dons e talentos ao serviço da vida e da criação, encontra-se e será salvo. Foi assim com Cristo! Até à Cruz, até ao fim, dando-Se por inteiro, por amor! Não meteu o saco na viola! Meteu-Se a caminho para fazer caminho connosco!

Depois da bênção final, a entrega dos símbolos da JMJ aos jovens de Vila da Ponte, prosseguindo a peregrinação dos mesmos para a Zona Pastoral de Sernancelhe.

Que a unção do Crisma a este grupo de 12 jovens, e a imposição das mãos do Sr. Bispo, nos envolva e nos comprometa, a todos, na nossa condição de ungidos pela força do Espírito Santo. Sejamos verdadeiramente discípulos missionários. Levantemo-nos! Vamos!

ÁLBUM COMPLETO – PARÓQUIA DE TABUAÇO NO FACEBOOK – AQUI.