Festa da Esperança, 5.º ano de catequese

No dia 4 de maio de 2024, sábado, vivemos a Festa da Esperança dos meninos do 5.º ano de catequese. Das várias propostas para este quinto ano, o Credo, a Esperança ou a Aliança, optámos pela Esperança, que nos insere no credo e manifesta a Aliança de Deus com o Seu povo eleito. A catequista, logo no início da Eucaristia, contextualizou a celebração. No momento do ofertório, com algumas frases em cartazes, a história da salvação percorrida por algumas etapas do povo de Israel, numa aliança de amor e cuidado, de Abraão a Jesus e à Igreja. No momento de Ação de Graças, oração rezada em conjunto pela comunidade, colocando-nos ao cuidado de Maria, Nossa Senhora da Esperança, que reproduzimos:

Maria, Mãe da esperança,

caminhai connosco!

Ensinai-nos a anunciar o Deus vivo;

ajudai-nos a dar testemunho de Jesus,

o único Salvador;

tornai-nos serviçais com o próximo,

acolhedores com os necessitados,

obreiros de justiça,

construtores apaixonados

de um mundo mais justo;

intercedei por nós que agimos na história

certos de que o desígnio do Pai se realizará.

Maria, aurora de um mundo novo,

mostrai-Vos Mãe da esperança e velai por nós!

Velai pela Igreja:

que ela seja transparência do Evangelho;

seja autêntico espaço de comunhão;

viva a sua missão de anunciar, celebrar e servir

o Evangelho da esperança

para a paz e a alegria de todos.

Mãe da esperança, Rainha da paz,

protegei a humanidade!

Velai pelas crianças, adolescentes e jovens,

esperança do futuro:

que eles respondam generosamente

ao chamamento de Jesus.

Rainha universal,

velai pelos responsáveis das nações:

que eles se empenhem na construção de uma casa comum,

onde sejam respeitados a dignidade e o direito de cada um.

Maria, dai-nos Jesus!

Fazei que O sigamos e amemos!

Ele é a esperança da Igreja e da humanidade.

Ele vive connosco, entre nós, na sua Igreja.

Que a esperança da glória do Céu,

por Ele infundida nos nossos corações,

produza frutos de justiça e de paz!

Durante a celebração, o segundo escrutínio das crianças que serão batizadas na Solenidade do Corpo de Nosso Senhor Jesus Cristo, comungando também pela primeira vez, o Gabriel e a Juliana. No final da celebração, a entrega do Diploma.

Fazem parte do 5.º ano de catequese: Afonso; Ana Marta; Carolina Silva; Gabriel; Gonçalo José; Maria Teresa, e Rafaela. As suas catequistas são a Beatriz Fonseca e a Carolina Canelas.

Por estes dias, 9 de maio, o santo Padre publicou a Bula que convoca o Jubileu do Ano 2025, sob o lema “Peregrinos da Esperança”, assumindo o título “Spes non confundit” (a esperança não engana, em Rom 5, 5). “A esperança é … a mensagem central do próximo Jubileu, que, segundo uma antiga tradição, o Papa proclama de vinte e cinco em vinte e cinco anos… Possa ser, para todos, um momento de encontro vivo e pessoal com o Senhor Jesus, «porta» de salvação (cf. Jo 10, 7.9); com Ele, que a Igreja tem por missão anunciar sempre, em toda a parte e a todos, como sendo a «nossa esperança» (1 Tm 1, 1). Todos esperam. No coração de cada pessoa, encerra-se a esperança como desejo e expetativa do bem, apesar de não saber o que trará consigo o amanhã. … Que o Jubileu seja, para todos, ocasião de reanimar a esperança!… a esperança nasce do amor e funda-se no amor que brota do Coração de Jesus trespassado na cruz”.

ÁLBUM completo na página da PARÓQUIA DE TABUAÇO NO FACEBOOK

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked*