Primeira Comunhão em Dia da Mãe

Depois da Primeira Comunhão dos meninos do 5.º Ano de Catequese, que devido à pandemia foi sendo adiada, foi agora a vez dos meninos do 4.º Ano de catequese comungarem pela primeira vez. A primeira “sessão” da primeira comunhão foi no Dia do Pai, Dia de São José; a segunda “sessão” foi no Dia da Mãe, primeiro Domingo de maio, que este ano caiu no primeiro dia do mês. A terceira “sessão”, para os meninos do 3.º ano de catequese será, Deus querendo e as condições o permitam, na Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue, a 16 de junho, e que, na nossa Paróquia é precisamente o dia escolhido e reservado para a Primeira Comunhão.

Sendo o Dia da Mãe, este seria já um dia revestido de festa, sublinhando o papel das nossas mães na vida, na educação, na fé, na sociedade e na Igreja. Oportunidade para lhes agradecermos e rezarmos especialmente por elas, as que ainda estão entre nós, em carne e osso, mas também as que continuam na nossa vida, ainda que através do poder e do amor de Deus. A Primeira Comunhão de 8 crianças tornou este dia ainda mais belo e com um significado luminoso, ligado também à “primeira sessão”. São José cuida de Maria e de Jesus. Comungar Jesus é também cuidar d’Ele, albergá-l’O em nossa casa, no nosso coração, na nossa vida e procurar tudo fazer para que Ele viva em nós, nos outros, no mundo. São José vive em função de Maria e de Jesus para que nadas lhes falte, para que vivam seguros e felizes. Comungar o corpo de Jesus é também isso, cuidar para que nada falte às pessoas que nos rodeiam, pois nelas também O encontramos e d’Ele cuidamos. Nesta “segunda sessão”, a certeza de que o primeiro sacrário da história, o primeiro sacrário vivo, foi Maria, Mãe de Jesus. Ele gerou, por ação do Espírito Santo, alimentou-O e protegeu-O no seu ventre durante nove meses e por toda a vida, até à Cruz. A comunhão consiste em sermos sacrários vivos, em alimentar-nos d’Ele e procurarmos que nada Lhe falte naqueles que Ele coloca na nossa vida.

Este grupo começou por ser acompanhado pelo seminarista João Miguel, agora padre e pároco, passando, a partir do segundo ano, para o cuidado da Cláudia Raquel.

Fizeram a Primeira Comunhão: Carina, Francisca, Gabriel, Leandro Miguel, Lucas Rafael, Matilde, Nina e Tomás. Antes de chegar esse momento, celebrámos o batismo do Gabriel. Depois dos escrutínios preparatórios, em tempo de Quaresma, chegou o momento de o Gabriel integrar o grupo dos discípulos de Jesus, incorporando-se ao Seu Corpo que é a Igreja.

No decorrer da celebração da Eucaristia, a catequista, as crianças e os pais foram intervindo, sublinhando aspetos da vida cristã, da educação ao compromisso, com os gestos do ofertório, que vincaram a Comunhão, com o vinho e o pão, e do batismo, a água e a vela, e do percurso catequético, o catecismo.

Imediatamente antes da comunhão: “Este é um dia de grande alegria para toda a comunidade paroquial, sobretudo para nós, crianças do 4.º ano de catequese. Ao longo destes quatro anos, com a ajuda do nosso Pároco, da nossa catequista e dos nossos pais, preparamo-nos para este momento em que queremos acolher Jesus, Pão da Vida, Aquele que é verdadeiro dono das nossas vidas”.

No momento de ação de graças, poema a Nossa Senhora, com a oferta de flores por parte dos meninos do 4.º Ano, terminando com a consagração a Nossa Senhora. Seguiu-se texto-reflexão sobre o dia da Mãe – Coração de Mãe, Coração de Paz –, com a oferta de uma flor às mães presentes. Antes da entrega dos diplomas, os pais dos meninos quiserem mimar a catequista e o pároco. Coube ao pároco, por sua vez, agradecer a todos os que se empenham na catequese, a catequista, mas também aos meninos, aos pais que os acompanham, à comunidade que nos ajuda a rezar e a caminhar, a cuidar dos tempos e dos espaços, ficando também uma palavra de estima ao organista, ao André que se prontificou para assegurar esta missão, apesar da distância geográfica. Que saibamos comungar, para nos colocarmos em comunhão com Jesus, com a Sua mensagem e com o Seu amor que se gasta, continua e absolutamente, sem deixar nada para si.

ÁLBUM COMPLETO – PARÓQUIA DE TABUAÇO NO FACEBOOK – AQUI.